Nossa Abordagem para esse fator adverso

Não disponibilidade dos DIRETORES FUNCIONAIS, de clareza em relação à situação global da organização, na maioria das vezes somente visualizada pelo CEO, e, em algumas situações, nem por esse, na medida em que muitas vezes as informações fragmentadas que lhe são fornecidas não são suficientes para a obtenção de uma visão clara e global do contexto da organização.

A não disponibilidade de uma clara visão abrangente sobre a empresa ou instituição como um todo, em nossa opinião tem como razões fundamentais:

  • a adoção de uma ORGANIZAÇÃO POR FUNÇÕES, que ainda predomina em grande parte das empresas e instituições brasileiras, quando já se encontra cada vez mais em desuso nas economias mais dinâmicas do que a nossa;
  • incipiência da disponibilização de INFORMAÇÕES ESTRUTURADAS sobre todas as dimensões da organização, em especial sobre as QUESTÕES ESTRATÉGICAS-CHAVE que estejam presentes em seu contexto, que são inerentemente de caráter multidisciplinar.

Para o equacionamento deste importante FATOR ADVERSO, utilizamos as abordagens e instrumentos apresentados a seguir em suas linhas gerais.

Para deixar de sofrer das limitações inerentes à adoção de uma ORGANIZAÇÃO POR FUNÇÕES, recomendamos a adoção de: UM MODELO DE GESTÃO DE ALTO DESEMPENHO”, cujas linhas básicas se encontram descritas mais a seguir, bem como que se encontram apresentadas no corpo de nosso Linkedin, (www.linkedin.com/in/luiz-fernando-paiva-gestãoempresarial-governançacorporativa-interimmanagement), bem como em nosso site, na aba "ARTIGOS".

  • esse MODELO DE GESTÃO possibilita canalizar de modo intenso a energia humana que fica represada pelos limites organizacionais impostos por uma organização funcional, substituindo a obsoleta e ineficaz hierarquia funcional, por uma dinâmica “hierarquia da contribuição”;
  • inicialmente “horizontalizando” a organização para a busca do equacionamento de cada uma de suas QUESTÕES-ESTRATÉGICAS-CHAVE, através da atuação de EQUIPES MULTIDISCIPLINARES, bem como, em momento subsequente, e se for a intenção de sua Administração Superior, estendendo esta mesma forma de atuação para as ATIVIDADES OPERACIONAIS.

Por outro lado, para solucionar a incipiência da disponibilização de INFORMAÇÕES ESTRUTURADAS a respeito de todas as dimensões da organização, em especial sobre as QUESTÕES ESTRATÉGICAS-CHAVE de caráter inerentemente multidisciplinar que incidem sobre o seu contexto de atuação, recomendamos a adoção de um RELATÓRIO GERENCIAL ÚNICO, capaz de fornecer eficazmente as informações gerencialmente relevantes sobre todas as dimensões da organização.

O diagrama apresentado ao lado ilustra um caso real de RELATÓRIO GERENCIAL ÚNICO que desenvolvemos recentemente para um de nossos CLIENTES:

diagrama de fatores gerenciais

Este relatório deve se transformar no REPORTE FORMAL DE UMA DIRETORIA EXECUTIVA PARA O SEU CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E ACIONISTAS.

Evidentemente a estrutura de conteúdo de um RELATÓRIO GERENCIAL ÚNICO precisa ser personalizado às peculiaridades de cada organização, porém o seu CONCEITO é que precisa ser preservado, pois tem se mostrado particularmente importante, tendo em vista que:

  • ele possibilita eliminar uma grande quantidade de outros relatórios que são usualmente produzidos em uma empresa ou instituição, consumindo muito tempo e energia e frequentemente apresentando informações conflitantes;
  • na medida em que a Diretoria Executiva participe ativa e diretamente em sua elaboração, irá naturalmente adquirindo uma visão de conjunto a respeito de todas as dimensões presentes no contexto de atuação da empresa ou da instituição!

Entre em Contato Conosco

×