Nossa Abordagem para esse fator adverso

FATOR ADVERSO: Muito frequente não explicitação das características do MODELO DE GESTÃO que esteja sendo praticado de fato pela organização.

O importante conceito de MODELO DE GESTÃO, apesar de ser mencionado com relativa frequência, não tem o seu significado claro para muitos. Neste sentido, destacamos utilizar esta definição precisa sobre o seu significado:

O MODELO DE GESTÃO de uma empresa ou instituição constitui um conjunto articulado de definições sobre:

  • uma definição sobre a MISSÃO e sobre a VISÃO DE NEGÓCIO da empresa ou instituição;
  • uma clara explicitação sobre os seus VALORES e sobre sua FILOSOFIA DE ATUAÇÃO;
  • uma definição sobre a sua ARQUITETURA ORGANIZACIONAL;
  • um conjunto articulado e harmônico de PROCESSOS E DE INSTRUMENTOS DE GESTÃO E DE GOVERNANÇA CORPORATIVA.

Ocorre que, em grande número de empresas e instituições, essas definições de MISSÃO, VISÃO DE NEGÓCIO e VALORES, caso existam, muitas vezes não são praticadas efetivamente no seu dia-a-dia, tanto por não terem saído de suas “entranhas”, como não existirem exemplos constantes de sua prática por parte da cúpula da organização.

Além disso, a situação de seus PROCESSOS E INSTRUMENTOS DE GESTÃO E DE GOVERNANÇA se encontram em diferentes estágios de desenvolvimento e de efetiva utilização, não constituindo portanto, um conjunto articulado e harmônico.

Em seu famoso livro de título “Feitas para Durar” ("Built to Last"), os seus autores, James Collins e Jeremy Porras, indicam que a existência de um sólido MODELO DE GESTÃO, constituía a causa fundamental que explicava porque algumas empresas, apesar de longevas, mantinham o seu dinamismo, enquanto que a sua inexistência constituía a razão fundamental que explicava porque outras haviam entrado em declínio, após um período de apogeu.

Entre em Contato Conosco

× Como posso te ajudar?